Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Faculdade de Educação diploma seu primeiro acadêmico com deficiência visual

  • Publicado: Quinta, 03 de Novembro de 2022, 22h56
  • Última atualização em Quinta, 03 de Novembro de 2022, 23h16
  • Acessos: 883
imagem sem descrição.

            Em 21 de outubro de 2022,  o Campus de Altamira realizou mais uma Outorga de Grau no Auditório da Casa de Memória. Na cerimônia de formatura, a Faculdade de Educação (FAE) formou 9 pedagogos. Dentre estes, destacamos o formando Jean Bernardo da Silva Vieira, estudante da turma de 2002, que foi o primeiro estudante com deficiência visual a se matricular no curso de Pedagogia da UFPA/Altamira, e que, por questões pessoais não concluiu o curso. Em entrevista à FAE/UFPA nos fala um pouco de sua vida e destaca que uma das causas foi porque estava em busca de emprego para poder ajudar a família:

 

Que eu saiba, sim, fui o primeiro estudante cego. Quanto à pausa. Na verdade, eu fiz o curso todo e quando  foi na época do TCC, comecei, mas,  em dupla. A minha colega pediu para parar, pois estava grávida. Enquanto eu pensava em como fazer, se com outra pessoa ou sozinho, surgiu a oportunidade de fazer um curso profissionalizante no Rio de Janeiro. As perspectivas profissionais estavam péssimas para mim na época. Já tinha colocado o currículo em alguns lugares em Altamira e nada. Então quando cheguei no Rio de Janeiro, depois desse curso, comecei a perceber que mesmo desempregado podia ganhar algum dinheiro, dando aulas de informática particulares, formatando computadores, instalando aplicativos etc. Assim, fui ficando no Rio. Depois, trabalhei dando aulas de informática em  uma instituição, IBDD, que profissionalizava pessoas com deficiência e até tinha um banco de currículos para colocar pessoas com deficiência em contato com empresas etc. Depois consegui um emprego no Instituto Benjamin Constant como Revisor Braille, mesmo cargo  do curso que fui fazer no início.  Então não voltei para Altamira porque estava conseguindo trabalho. Graças a  Deus, pois pude ajudar muito minha mãe com problemas de saúde na  época, pois ganhava algum dinheiro que podia guardar e  colaborar quando ela precisou fazer tratamentos. Bem foi isso!


Em relação ao período que cursou Pedagogia em Altamira, assim Jean resume sua experiência:

“De um modo geral, a experiência foi maravilhosa. Eu era um aluno aplicado e tinha bons amigos. Então trocávamos muito. Eu ajudava-os a fazer algumas coisas, elas me ajudavam a fazer outras e assim nos completávamos. Formávamos um grupo bastante coeso. Eu sentia falta de algumas coisas. Tinha muita vontade de ter um scanner para digitalizar meus materiais e assim tê-los e forma acessível. No mais, graças  ao meu esforço e à ajuda de meus colegas de curso, foi muito bom.”

 

 

            Em 06 de dezembro de  2021, Jean solicitou reintegração ao Conselho da Faculdade de Educação e à Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PROEG), para que concluísse uma disciplina e integralizar o currículo, obtendo Parecer favorável. Realizada essa etapa, Jean Bernardo, após vinte anos, concluiu o tão sonhado curso superior. Hoje, o pedagogo Jean mora em Alagoas e é servidor público concursado no cargo de Revisor de Braile na Universidade Federal de Alagoas.

            Para garantir o direito à permanência exitosa de aluno com deficiência e altas habilidades, a UFPA tem apostado em uma Política Inclusiva de Assistência Estudantil e de Acessibilidade (PINAE). Para tanto, dispõe de estruturas voltadas à plena inclusão na Universidade. No Campus de Altamira, destaca-se a Divisão de Acessibilidade criada em 2017, cujo objetivo é construir uma cultura de acessibilidade que incentive o acesso e garanta a permanência e a aprendizagem.

registrado em:
Fim do conteúdo da página